Publicador de conteúdo web Publicador de conteúdo web

Detalhe do Depoimento

 

02-05-2016

 

Olá, venho contar um resumo da minha história na adoção tardia. Adotamos nossa filha há dois anos, ela estava com 12 anos, no início queríamos até 3 anos, mas pesquisando e conhecendo sobre adoção tardia decidimos ampliar o perfil, ampliamos até 12 anos, mas de início apenas uma criança.

Então ela veio pra casa e deixou dois irmãos no abrigo, um de 9 e um de 10 anos, pois eram mais ligados e iam ser adotados juntos. Depois de um ano mais ou menos eles foram adotados, mas o menor não se adaptou, então o levaram de volta ao abrigo e só continuaram a adaptação com o maior, com a ordem do juiz.

Ficamos sabendo do acontecido, já estávamos pensando em adotar outra criança, e dessa vez queríamos um menino, então pensamos "por que não adotar o irmão da nossa filha?", pois assim ela e ele já teriam um vínculo.

Foi assim que buscamos e conseguimos começar a adaptação com ele, faz 6 meses que estamos com a guarda, e estamos aguardando a adoção, está acontecendo tudo dentro do esperado.

 

 




 

< Voltar